Depoimentos · Sexualidade

Relato de cura do vaginismo: “Enfim estou vivendo minha lua-de-mel!”

Olá meninas,

Olha eu aqui de novo! Espero que tenham aproveitado o feriadão de carnaval (seja pulando ou descansando)!

Como prometi à vocês (que não iria deixar muito tempo sem postar algo), hoje tem mais um depoimento de cura do vaginismo!

Sobre esse depoimento, o que acredito ser importante lembrar é que cada mulher tem um grau de dificuldade (seja da parte psicológica ou da parte física) relacionado ao vaginismo, e que cada uma irá evoluir de uma forma dentro do processo de tratamento da fisioterapia (esse caso foi excepcional, mas nada impede que o seu também seja rapidinho assim, ok?).

O importante é não desistir nunca, pois você também pode alcançar a cura!!

Bom, espero que gostem desse depoimento curtinho… boa leitura 

 

“Descobri minha história com o vaginismo quando me casei, pois sempre fui de uma família muito conservadora, evangélica, e meus pais não conversavam comigo a respeito de sexo. Só diziam que eu tinha que me guardar até o casamento e isso criou em mim um medo muito grande de falhar.

Passei por um relacionamento abusivo antes de conhecer o meu esposo… e quando esse término ocorreu, eu me sentia culpada, fazendo com que eu me fechasse ainda mais. Porém, um tempo depois eu conheci meu esposo e em pouco tempo nos casamos.

Quando eu finalmente achei que meus problemas tinham chegado ao fim, descobri que não conseguia consumar uma penetração!

Durante os dois primeiros meses de casada eu acreditava que ainda ia melhorar, mas cada vez ficava pior… as dores aumentavam e eu passei a não me sentir digna de ser feliz. Não me sentia mulher, não me sentia feliz, não queria mais passar por aquelas situações.

Meu marido sempre foi meu alicerce, me entendia, nunca cobrou nada de mim, me abraçava quando eu chorava, e eu passei a achar que ele não precisava passar por isso. Cheguei a propor que ele se separasse de mim e encontrasse uma “mulher de verdade”, já que eu não podia satisfazê-lo, mas ele jamais me abandonou.

Juntos pesquisamos na internet sobre o assunto, e descobrimos que esse problema não era tão incomum quanto eu pensava. Foi então que me abri com vários ginecologistas e vi uma luz acender pra minha cura! Mas todos foram unânimes em dizer: “você não tem nada”, “bebe alguma coisa que ajuda a relaxar!”, “isso é coisa de menina fresca, relaxa e goza”… e mais uma vez vi minha cura ir por água abaixo junto com a minha auto estima.

Tentei tratamento somente com psicóloga, mas ela também não tinha as respostas que eu buscava, até que eu já desanimando de tentar o tratamento, descobri a dra. Lívia! Logo entrei em contato e descobri que eu podia ser curada!

Eu morava em outro estado e ela era a fisioterapeuta mais perto de onde eu vivia. Marquei minha avaliação e fui! A dra. Lívia era minha última esperança, e eu me agarrei nessa oportunidade!

Ela me fez sentir tão relaxada e tão “em casa”, que quando percebi ela já estava colocando o quinto dilatador!!! Sim, o quinto dilatador na primeira sessão! E isso já era muito pra uma pessoa que não conseguia usar um absorvente interno.

Eu queria sair pulando de alegria, mas me contive. Na primeira sessão ela me pediu que não tentasse uma relação sexual (por enquanto), mas eu fiquei tão empolgada que quis tentar… e sim, ela ocorreu! E sim, sem dor alguma!

Continuei com o tratamento normalmente, mas depois disso infelizmente foi ficando mais difícil pra eu me deslocar até outro estado pra me tratar. Com isso fui desanimando novamente, e simplesmente parei com o tratamento. Voltei a me “travar” e a ficar desanimada… mas ela nunca desistiu, e mesmo de longe ela sempre me incentivava!

Depois de muito tempo eu resolvi voltar a usar os dilatadores em casa, e na primeira tentativa de penetração eu consegui chegar ao fim! Eu estava esperando a dor, e quando eu vi já estava tendo uma penetração completa!

Hoje eu estou enfim vivendo minha lua-de-mel… me sinto mulher, me sinto livre! E graças a Deus e a dra. Lívia eu vivo a vida que sempre sonhei ao lado do amor da minha vida, que esperou por 3 anos ao meu lado pra que isso hoje pudesse ser possível.

Se eu venci, todas vocês também vencerão!”

 

 

Agendamento de consultas ou dúvidas? Entre em contato conosco:

Corpore & Mente

Tel: (11) 2495-7254 / 96340-0948

e-mail: liviafrulani@corporemente.com

 

Ah, não deixe de se inscrever no Blog, assim você receberá notificação de novos posts por e-mail! E ajude outras mulheres compartilhando nossos textos nas redes sociais!

 

#AssoalhoPelvico #Perineo #Pelve #Vagina #Vaginismo #Dor #Dificuldade #Penetracao #DorNaRelacao #DorNoSexo #Vaginismo #Tratamento #Exercicio #Cura #Depoimento #Historia #Relato #Fisioterapia #FisioterapiaUroginecologica #FisioterapiaPelvica #LiviaFrulani

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s